Apresentamos o WhatsApp Business, que possui diferenças em relação ao aplicativo normal e com  novidades que podem ajudar nos negócios digitais. Nesta matéria, aprofundaremos a ferramenta, e mostraremos o quanto o popular aplicativo de mensagens pode ser útil para negócios, indicando uma área específica só para ele.

Lembrando que por enquanto o WhatsApp Business está disponível apenas para android, pequenas e médias empresas e com algumas limitações, como as métricas e o número máximo para adicionar pessoas nos grupos.

Para empresas gigantes, já está sendo testada uma ferramenta, por enquanto chamada de WhatsApp Enterprise, ainda sem data estipulada de lançamento.

Dedicação

Nos primeiros momentos, a utilização do WhatsApp Business poderá ser deslocada para a área de SAC ou Redes Sociais, mas essa prática não é recomendada, mas sim desenvolver ou deslocar uma pessoa dedicada só para isso. Se não há recursos disponíveis, deve ser feito o planejamento separado, sem misturar com as outras áreas, pois vai ser de extrema importância dedicar atenção especial ao aplicativo. Vale salientar: tudo será feito em tempo real.

O responsável pelo WhatsApp Business será um novo tipo de profissional, um híbrido que se movimente entre as áreas de marketing digital, social media, e-mail marketing, SAC, e-commerce e que seja muito dinâmico. Num primeiro momento, parece um “Super-Homem” da área de e-commerce — e que custaria muito caro — mas não necessita ser um especialista em todas essas áreas, apenas que flutue bem entre elas sendo o dinamismo o diferencial.

Lembrando novamente que é possível utilizar a função web do WhatsApp (no desktop ou notebook), permitindo, teoricamente, maior controle no atendimento a todos e desenvolvimento de ações.

Autorização

Agora que tem alguém, ou um planejamento, dedicado à essa evolução do aplicativo de mensagens, é hora de adaptar seu negócio a ele. Como? Basicamente repetindo as mesmas ações de solicitação de autorização promovidas com o e-mail. Não estamos decretando o fim do e-mail marketing, mas de uma evolução que se não é mais importante no momento, será num futuro próximo.

E aqui não tem erro, é colocar os boxes de “Autorizo receber informações, notícias e promoções em meu celular / aplicativo de mensagens”. Disponibilizar um campo de preenchimento de celular com o mesmo objetivo na home do site, talvez oferecendo um desconto ou alguma vantagem, utilizar o e-mail de cadastro (contraditório, mas funciona) para enviar o pedido de inclusão do celular no banco de dados.

Enfim, conquistar esse dado, que talvez até já tenha do consumidor/cliente, mas com a autorização para enviar as mensagens para ele utilizando esse novo canal. Basicamente, os mesmos cuidados feitos com a captação dos e-mails. Fazer campanhas é legal demais, mas sempre faça com a autorização, transparência e responsabilidade jurídica, para não transformar tudo numa dor de cabeça futura depois.

Ação

Tudo feito, agora é colocar a mão na massa! Recapitulando o que o WhatsApp Business oferece, já com as funções do aplicativo em geral:

  • Perfil comercial;
  • Mensagens rápidas e automáticas;
  • Métricas;
  • Etiquetas;
  • Criação e administração de grupos;
  • Atualização de Status (o Stories dele);
  • Marcação de mensagens;
  • Envio de arquivos.

Já destrinchamos as funções exclusivas, mas como utilizar as existentes?

Para quem já é familiarizado com a ferramenta, não é nada complexo, mas é importante ter muito cuidado, pois do mesmo jeito que pode ser utilizada a seu favor, pode virar um grande problema, principalmente na questão dos grupos. Para perder o controle administrando um local cheio de pessoas com opiniões e humores diferentes é um pulo. Principalmente se tiver alguém insatisfeito com a loja, seja lá por qual motivo for.

Por isso, cuidado com uma função bem interessante dos grupos, que é o link para acesso a eles. A criação desse link pode ser uma grande vantagem, seja criando uma espécie de clube de compras, testes, pré-vendas, etc. Aliás, pode ser utilizado até no momento que for autorizado o contato com os clientes, enviando o convite logo em seguida. Mas se alguém insatisfeito entrar nesse link, o estrago poderá ser irreversível naquele momento.

Agora, imagine as vantagens e interações com um grupo de Blackfriday, podendo desenvolver uma campanha exclusiva, liberando ofertas antecipadas ou apenas para esse grupo? Ou algo que premie os clientes mais ativos e ajude no desenvolvimento da loja?

redes sociais

O WhatsApp só autoriza a inclusão de até 256 membros por grupo. Creio que, no futuro, o aumento de participantes seja outra função (provavelmente paga). Mas, para pequenos e médios negócios, 256 pessoas por grupo seja suficiente de início. Ainda mais por ser um número por grupo, e não por conta.

Também está disponível a possibilidade de envio de arquivos, logo, será possível enviar teasers de campanha direto para os clientes ou grupos, arquivos de manual de instruções que algum cliente tenha perdido, imagens de promoções relâmpago… Enfim, algumas campanhas que se assemelham ao que é feito no e-mail marketing, por exemplo, mas direto para o cliente e com a (quase) certeza de que ele verá em tempo real.

Atualização de Status

Aqui, há uma semelhança com as redes sociais, mas já sabendo o público atingido, com a possibilidade de enviar mensagens simpáticas a quem tiver seus contatos salvos na ferramenta. Trabalhar algo parecido com o envio de arquivos, mas sabendo que em 24 horas sairá do ar, preparar surpresas para os clientes, enfim, fazer comunicações e campanhas pontuais. Ou seja, há a vantagem de saber quem visualizou as mensagens e até de os clientes responderem em cima da atualização.

promover conteudo pelas redes sociais

A única desvantagem — e, de novo, creio que será disponibilizado em breve, mas tarifado — é o fato de não poder fazer transmissões ao vivo. Isso traria mais um universo de possibilidades, como um live de lançamentos ou acompanhamento cotidiano do negócio.

Com a criatividade dos profissionais do nosso mercado, acredito que o WhatsApp Business trará uma vasta gama de possibilidades e negócios. Não creio que ele “matará” o e-mail marketing, por exemplo. Mas muitos negócios migrarão de lá.

Enfim, baixe o aplicativo, instale e utilize para valer, tomando os cuidados de praxe para ampliar e otimizar seus negócios.

Sucesso!

Fonte: E-commerce Brazil

Tags:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.